Sistema Alimentar Sustentável no alvo da Bayer Destaque

Escrito por  Out 03, 2019

A multinacional alemã pretende investir mais de 25 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento em tecnologias para as mais diferentes culturas nos próximos 10 anos. Pensando nos desafios das mudanças do clima, a Bayer reuniu agricultores, acadêmicos, principais especialistas da indústria global e jornalistas no Diálogo sobre o Futuro da Agricultura em 2019, para auxiliar em uma discussão colaborativa sobre o futuro da agricultura.

“A agricultura precisa alimentar um mundo em crescimento sem morrer de fome no planeta”, disse Liam Condon, membro do Conselho de Administração da Bayer e presidente da Divisão de Ciência das Culturas. "São necessárias inovações revolucionárias para que os agricultores possam cultivar alimentos suficientes para uma população mundial crescente, preservando os recursos naturais".

Sob o tema “O amanhã pertence a todos nós”, o evento reuniu palestrantes e participantes de cerca de 40 países para dois dias de discussão, palestras e entrevistas sobre questões e oportunidades que a indústria enfrenta. Os tópicos discutidos incluem a necessidade de encontrar um equilíbrio entre a produção de alimentos e a preservação do nosso planeta; o consumidor exige uma dieta saudável, sem impacto negativo no meio ambiente; e a importância de ferramentas de proteção de culturas para uma agricultura sustentável.

“Como líder agrícola, temos a oportunidade e a responsabilidade de enfrentar os desafios globais das mudanças climáticas, perda de biodiversidade e segurança alimentar para ajudar a criar um futuro melhor para o nosso planeta ”, disse Condon.

Durante o evento, Condon compartilhou que a Bayer está introduzindo três compromissos ambiciosos para enfrentar alguns dos desafios que o mundo enfrenta até 2030:

1.    Reduzir o impacto ambiental da proteção de culturas em 30%, desenvolvendo novas tecnologias que ajudem os agricultores a reduzir o volume de produtos de proteção de culturas e permitir uma aplicação mais precisa.

2. Reduzir as emissões de gases de efeito estufa dos campos dos sistemas de cultivo mais emissores nas regiões em que a Bayer atende em 30%.

3. Capacitar 100 milhões de pequenos agricultores em países em desenvolvimento ao redor do mundo, fornecendo mais acesso a soluções agrícolas sustentáveis.

"Ao combinar a inovação agrícola com um modelo de negócios que tem a sustentabilidade como base, podemos alinhar com nosso objetivo contribuir para uma vida verdadeiramente melhor", resumiu Condon em sua apresentação, ressaltando que o investimento nas inovações de amanhã exigirá colaboração e engajamento com cientistas, inovadores, reguladores, agricultores e consumidores para construir confiança e obter aceitação da sociedade.

Condon explicou que o sucesso a longo prazo da Crop Science não está na venda de mais produtos, mas no fornecimento de soluções personalizadas aos agricultores, permitindo-lhes obter melhores colheitas de maneira mais sustentável, usando menos recursos, como água, terra, insumos e energia.

O progresso de hoje, as possibilidades de amanhã

No ano passado, a Bayer investiu 2,3 bilhões de euros em pesquisa e desenvolvimento em ciência - mais do que qualquer outro concorrente do setor. Cerca de 7.300 cientistas estão trabalhando em mais de 35 locais de P&D e em mais de 175 estações de criação para oferecer inovação. A combinação de reprodução, biotecnologia, proteção de culturas e ciência ambiental da divisão têm o potencial de gerar até 30 bilhões de euros em vendas, com 17 bilhões de euros previstos apenas para lançamentos recentes e de curto prazo.

“Muitas das inovações atuais são o resultado de melhorias contínuas e inovadoras, pois usamos o poder da engenhosidade humana para impulsionar os avanços científicos em saúde e nutrição para melhorar nosso mundo”, disse Bob Reiter, chefe de pesquisa e desenvolvimento da Crop Science Division.

No mês passado, a Bayer demonstrou ainda mais suas capacidades de pesquisa com o lançamento de um fungicida inovador, comercializado sob a marca de tecnologia iblon ™. Com base no ingrediente ativo isoflucypram, o novo fungicida para trigo fornece excelente controle de doenças nas culturas de cereais para proporcionar culturas mais saudáveis e rendimentos consistentemente mais altos em comparação com os padrões de mercado atualmente disponíveis. Investimentos contínuos em ciência de dados e novas tecnologias

A ciência de dados e as ferramentas digitais inovadoras também permitem que a Bayer melhore de maneira sustentável a eficiência de suas operações comerciais e, ao mesmo tempo, capacite os agricultores a tomar melhores decisões sobre como cultivar. Combinando as principais bibliotecas de germoplasma da Bayer em milho, soja, algodão e vegetais, características de última geração, sua forte plataforma de descoberta de pequenas moléculas e milhares de micróbios com o maior banco de dados de desempenho de sementes, significa que a Bayer tem além do pipeline atual também o maior potencial de inovação na agricultura também.

No ano passado, a Bayer assinou mais de 60 novas colaborações ou extensões para colaborações existentes. Mais recentemente, a empresa finalizou um acordo com a empresa de pesquisa biofarmacêutica Arvinas para criar uma joint venture - recentemente nomeada Oerth Bio e explorar como as proteínas de degradação molecular encontradas em plantas e animais podem proteger as plantações contra pragas e doenças ameaçadoras.

 Os resultados dessa parceria não apenas têm implicações significativas para a agricultura, mas podem trazer benefícios significativos à saúde humana por meio da Divisão Farmacêutica da Bayer.

Aumentando a produtividade com ferramentas agrícolas digitais

Hoje, a Bayer fornece aos agricultores, em todo o mundo, a plataforma líder no espaço digital da agricultura. "Com a combinação do portfólio de produtos e tecnologia de classe mundial da Bayer, o pipeline de P&D e a integração de informações robustas de dados fornecidas por nossa plataforma FieldView ™, o futuro da agricultura nunca foi tão emocionante", disse Sam Eathington, diretor de ciência da The Climate Corporation.

O FieldView está disponível nos EUA, Canadá, Brasil, Argentina e 15 países da Europa, incluindo mercados importantes como Alemanha, França, Espanha, Itália e Ucrânia. Em 2018, a Climate também lançou uma solução digital para pequenos agricultores chamada FarmRise ™, fornecendo informações agronômicas importantes aos agricultores por meio de seus dispositivos móveis para ajudar a melhorar suas operações.

"A agricultura digital está possibilitando soluções individuais e personalizadas, adaptadas às necessidades de cada fazenda” acrescentou Eathington.

A plataforma permite que os agricultores coletem e visualizem facilmente dados de campo, analisem e avaliem o desempenho da colheita e gerenciem sua variabilidade de campo através de planos personalizados de fertilidade e semeadura, para otimizar a produtividade da colheita. "Vemos uma oportunidade de um bilhão de acres em que nossas tecnologias digitais podem ser usadas para melhorar de forma positiva e sustentável o sistema alimentar do mundo", disse Eathington. "Nosso objetivo geral é liderar a inovação e abrir caminho para a transformação digital para ajudar a implementar novos padrões de agricultura sustentável".

Por: Agrolink -Eliza Maliszewski

  1. Mais vistas
  2. Destaques
  3. Comentários

Calendário

« Outubro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31