Sexta, 30 Outubro 2020

Produtores rurais vão a Israel aprender técnica de dessalinização Reprodução/ Canal Rural

Produtores rurais vão a Israel aprender técnica de dessalinização Destaque

Escrito por  Fev 10, 2019

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, se reuniu na tarde desta quarta-feira, dia 6, com o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e com o embaixador de Israel no país, Yossi Shelley, para discutir propostas que permitam o uso racional da água e tecnologias que aumentem a produção agropecuária no semiárido. Israel é referência em tecnologias de dessalinização, reuso de água para abastecimento e consumo da população, e em agricultura irrigada.

Neste contexto, a ideia é agregar conhecimento, pesquisas e tecnologias produzidas no Brasil e em Israel por meio de um grupo de trabalho que será criado para buscar as melhores soluções aos produtores.

A ministra da Agricultura destacou a necessidade de levar mais tecnologia, água e infraestrutura para o Nordeste brasileiro, e ressaltou que é preciso buscar as políticas necessárias para a região. Também destacou o trabalho do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) na capacitação de produtores e trabalhadores do campo.

Segundo João Martins, a CNA tem um projeto com o Ministério da Agricultura para o desenvolvimento do Nordeste. “O desenvolvimento passa, principalmente, por melhorar o abastecimento de água e por levar tecnologia ao pequeno produtor. E o embaixador de Israel colocou à nossa disposição a mais recente tecnologia para proporcionar água a quem não tem água nem para beber”, disse João Martins.

Ao propor a criação de um grupo de trabalho para discutir propostas para desenvolver a produção do semiárido nordestino, o embaixador afirmou que as tecnologias produzidas por Israel de irrigação e uso da água podem ajudar no crescimento do agro brasileiro.

Já o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara, informou que uma das ações do grupo será levar produtores e técnicos para conhecer as tecnologias que podem ser integradas pelos dois países para ajudar no desenvolvimento do Nordeste e gerar rentabilidade ao produtor rural do semiárido. De acordo com Carrara, o encontro entre a ministra e o embaixador foi um importante passo para “institucionalizar a parceria”.

Também participaram do encontro os presidentes das Federações de Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea), Muni Lourenço; da Paraíba (Faepa), Mário Borba; de Pernambuco (Faepe), Pio Guerra; do Rio de Janeiro (Faerj), Rodolfo Tavares; o deputado Arthur Maia (DEM-BA), além de superintendentes e consultores.

Israel é um dos pioneiros na utilização da técnica de dessalinização. A água do mar, de aquíferos e até de esgoto são submetidas ao processo de dessalinização, o que as tornam potáveis e, portanto, próprias para o consumo.

Em usinas, á água salobra passa por membranas que ficam dentro de tubos. O objetivo é reter o sal e funcionar como uma espécie de filtro. Depois de concluído o processo, a água concentrada volta para o mar e a outra é tratada e abastece a população.


O método para dessalinizar água salobra de aquíferos, por exemplo, é exatamente o mesmo que se usa para a água do mar. A diferença é a quantidade de energia demandada e o tipo de membrana usada.

No país, a água dessalinizada responde por 75% do consumo doméstico de água. A cada ano, a tecnologia é aplicada em 600 milhões de metros cúbicos, o que equivale ao volume que abastece 6,5 milhões de pessoas por ano.

 

Fonte: Canal Rural.

Última modificação em Domingo, 10 Fevereiro 2019 23:37
  1. Mais vistas
  2. Destaques
  3. Comentários
Ad Right

Calendário

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31