A epidemia da peste suína africana na China deverá ocasionar, no curto prazo, efeitos indiretos para o Brasil, não só em relação às exportações de carne suína, mas também no que diz respeito à demanda por soja. A afirmação é do diretor da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e professor do IBMEC, Márcio Sette Fortes.

O ano de 2018 foi muito positivo para o agro negócio brasileiro, em especial no que diz respeito as exportações de soja. O principal motivador desse sucesso foi a guerra comercial entre a China e os Estados Unidos que elevou a demanda pelos produtos brasileiros.

“O Brasil é um grande exportador de soja. Como aconteceu esse problema com os chineses que taxaram as importações americanas, evidentemente, o Brasil teve a primazia de exportar mais para a China. Já exportava e muito e exportou mais ainda. No início do ano existia a previsão de exportar 72 milhões de toneladas e vamos exportar no fechamento do ano 82,5 milhões”, diz Sérgio Mendes, diretor geral da Anec (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais).

  1. Mais vistas
  2. Destaques
  3. Comentários
Ad Right

Calendário

« Julho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31