‘Novos agroquímicos devem ser menos tóxicos e mais eficientes’ Destaque

Escrito por  Ago 06, 2019

O diretor de Sanidade Vegetal do Ministério da Agricultura, Carlos Goulart, disse nesta segunda-feira, 5, que o processo de registro de defensivos é extremamente cuidadoso no Brasil. “São três ‘sins’. Se o produto não tiver sim do Ibama, sim da Anvisa, e sim do Mapa, ele não é registrado. Dois sins e um não, o produto é indeferido”.

Goulart também afirmou que novos agroquímicos tendem a ser menos tóxicos e mais eficientes. “Os produtos não podem ser carcinogênicos ou mutagênicos, devem ser necessariamente menos tóxicos que os seus produtos equivalentes já registrados, disse.

Canal Rural

    1. Mais vistas
    2. Destaques
    3. Comentários

    Calendário

    « Novembro 2019 »
    Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1 2 3
    4 5 6 7 8 9 10
    11 12 13 14 15 16 17
    18 19 20 21 22 23 24
    25 26 27 28 29 30