Ocorrencia de inseto praga exotica alerta produtores de morango no estado de minas gerais Divulgação.

Ocorrencia de inseto praga exotica alerta produtores de morango no estado de minas gerais Destaque

Escrito por  Mar 20, 2019

O cultivo do morango é comum em regiões de clima frio em Minas Gerais, como no sul e zona das vertentes. Nos últimos anos, com o apoio da pesquisa, o cultivo do fruto despertou o interesse de produtores rurais do Norte de Minas, uma região caracterizada por seu clima semiárido, com precipitações irregulares e temperaturas altas. Os municípios norte mineiro de Montes Claros e Nova Porteirinha têm se destacado no cultivo do morango sem o uso de defensivos agrícolas, realidade diferente das regiões pioneiras do estado. No entanto, as culturas agrícolas estão passiveis ao ataque de pragas e doenças, e o Norte de Minas Gerais deve ficar atento a essas ocorrências.

A nota cientifica que estará disponível na próxima publicação do periódico JournaloftheLepidopterists' Society (Fator de Impacto 0.474, Qualis Ciências Ambientais B1 e Qualis Ciências Agrárias B2), San Frascisco, California, USA, relata sobre a ocorrência de larvas e mariposa de Duponcheliafovealis (Lepidoptera: Crambidae), em cultivos de morango no município de Alfredo de Vasconcelos, localizado na região das vertentes, em Minas Gerais. Na região, larvas foram observadas se alimentando de brotos, flores, frutos e folhas, causando severos danos às plantas. Insetos adultos também foram observados na área de cultivo, o que indica a reprodução da praga.

Nesse sentido, o atual coordenador do Curso Bacharelado em Agronomia do IFNMG - Campus Januária, o Professor Dr. Claubert Wagner Guimarães de Menezes, um dos autores do trabalho, esclarece que “apesar da distância de mais de 500 km entre Alfredo Vasconcelos e as cidades norte mineiras, que se despontam no cultivo do morango, vale ressaltar a nossa preocupação, por ser um inseto exótico, com poucos inimigos naturais, e sobretudo de ocorrência em nosso estado”. O Professor ainda destaca que mesmo que os cultivos de morango no norte de Minas Gerais optem por não utilizar defensivos agrícolas, ainda não há registro no Brasil de inseticidas para esse inseto. Por isso, ações como o relato de ocorrência de insetos pragas no estado, é essencial para se tomar medidas de prevenção da dispersão e aumento da população desses insetos.

Além do Professor Claubert, participaram da publicação, o estudante de Pós-Graduação Humberto Baungartem Stein, da Universidade Federal de Lavras, os Professores Dr. Geraldo Andrade Carvalho, da Universidade de Lavras, Dr. Alexandre Igor de Azevedo Pereira, do Instituto Federal Goiano e Dr. José Cola Zanuncio, da Universidade Federal de Viçosa, além da parceria internacional com os pesquisadores, Dr.Antonio Vives Moreno, da Sociedad Hispano-Luso-Americana de Lepidopterología, Espanha, e Dr. Wagner de Souza Tavares, Entomologista Sênior da Asia Pacific ResourcesInternational Holdings, Indonésia. Ainda segundo o Professor Claubert, “é necessário firmarmos parcerias com pessoas de regiões e nacionalidades diferentes, e mais além, criarmos redes de pesquisadores e extensionistas, na busca e divulgação dos resultados dos nossos trabalhos. Dessa forma, fortalecemos ainda mais o Ensino, a Pesquisa e a Extensão em nossas unidades de Ensino, e de Pesquisa e Desenvolvimento”, concluiu o professor.

 

 

Fonte: IFNMG.

    1. Mais vistas
    2. Destaques
    3. Comentários
    Ad Right

    Calendário

    « Abril 2020 »
    Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3 4 5
    6 7 8 9 10 11 12
    13 14 15 16 17 18 19
    20 21 22 23 24 25 26
    27 28 29 30