Chuvas escassas podem atrasar início do plantio de soja no Centro-Oeste Destaque

Escrito por  Out 01, 2019

As chuvas escassas podem atrasar um pouco o início do plantio da soja no Centro-Oeste do País. O Boletim de Monitoramento Agrícola de setembro, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), revelou que as precipitações na Região Central do Brasil impossibilitaram o início do plantio do grão logo após o vazio sanitário terminar.

Por outro lado, de acordo com a pesquisa, as precipitações ocorridas na maior parte da Região Sul favoreceram o desenvolvimento do trigo. A chuva ocorrida na região da Sealba (Alagoas, Sergipe e Leste da Bahia) também ajudou a cultura do milho. As análises ocorreram entre os dias 1º e 15 de setembro e tiveram como foco principal os cultivos de inverno. O Boletim de Monitoramento dá apoio tanto para as atividades de estimativa de safra, quanto à formação de conjunturas de mercado e gestão de estoques da Conab.

Em Goiás, a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) antecipou o fim do vazio sanitário da soja para a última quarta-feira (25/09). Foi a primeira vez nos últimos anos que o produtor foi autorizado a plantar a oleaginosa em Goiás no mês de setembro, já que antes a data inicial era 1º de outubro. Nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o vazio sanitário já estava marcado para terminar em 16 de setembro.

Goiás antecipa fim do vazio sanitário

“Nossa expectativa é de um bom plantio, por mais que a chuva vá demorar um pouco para começar. Algumas regiões vão começar a receber chuvas já no final da 1ª quinzena de outubro, então vai atrasar um pouco o início do plantio. Mas a gente espera que seja um plantio normal, com resultados satisfatórios, afirma o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja-GO)”, Adriano Barzotto.

As previsões meteorológicas apontam chuvas esparsas e de baixo volume até a próxima semana em Goiás. Diante dessas previsões, a Aprosoja-GO alerta que o produtor deve esperar a chuva chegar e acumular pelo menos 50 mm de água no solo para plantar.

“Não é momento de se apavorar, pois se houver qualquer atraso, o produtor de maneira geral tem maquinário suficiente para plantar rápido”, ressalta Barzotto. “Plantar com umidade baixa é mais um risco para um ano que nós estamos com as margens muito apertadas”, completa.

Para esta safra, a Aprosoja-GO calcula incremento de 2,15% na área plantada, passando a 3,55 milhões de hectares semeados com soja. A associação projeta uma produção de 11,55 milhões de toneladas.

SNA

    1. Mais vistas
    2. Destaques
    3. Comentários

    Calendário

    « Outubro 2019 »
    Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4 5 6
    7 8 9 10 11 12 13
    14 15 16 17 18 19 20
    21 22 23 24 25 26 27
    28 29 30 31